.A visitar

.Arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.mais sobre mim

Terça-feira, 15 de Novembro de 2005

O Chocolate

em Óbidos estava muito bom e só tenho pena de não poder ir também à feira do Chocolate no Porto mas, parece que há uma feira de gastronomia em Alcobaça e talvez vá antes para aqui, que sempre fica um pouco mais perto.

Tenho a dizer que não vi nenhuma escultura de chocolate, não vi ninguém dos blogs e nem entrei na vila de Óbidos.

Quando cheguei começou a chover torrencialmente e como já estava mesmo ao lado da barraquinha do salame, fiquei mesmo por ali. Nem cinco minutos tinham passado quando o senhor que amavelmente partia fatias de salame para distribuir pelos visitantes, atirou uma fatia com cerca de um palmo de tamanho mesmo para a frente das mãos do meu amor.

Tendo em conta que chovia torrencialmente, que não tinhamos chapéu de chuva, que a nossa casa tem lareira e que ainda por cima também tenho Ginja na dita casa. Decidimos partir para o refugio do lar, onde nos deleitámos com o salame, com a ginja, a lareira e ainda umas castanhas assadas em tipíco assador de barro.

Por isso, a minha feira do chocolate foi feita em casa e foi espectacular :)

Ah, tenho provas fotográficas do tamanho do chocolate e como o meu pc chegou hoje do médico, parece-me que vou poder colocar aqui uma foto.
publicado por alguém às 14:34
link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Novembro de 2005

Daqui por

quatro horas, vou pegar na minha carriga, esta ODALISCA.JPG e vou partir para Óbidos em busca do Chocolate.

Vemo-nos por lá.

Bom fim-de-semana
publicado por alguém às 17:04
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 11 de Novembro de 2005

Como falar da vida

dos outros, não me parece correcto, e como falar do que passa nos noticiários me é impossível pois quase nunca os vejo e quase nunca ligo a televisão, principalmente ao fim-de-semana.

Resta-me falar da minha vida e para isso temos de começar pelo princípio...

Nasci a 7 de Março (o ano não interessa nada, já estou farta que me chamem pita) logo sou peixes com tudo o que esse signo tem de bom e de mau, para além disso, nasci com 9 meses e 3 semanas (ainda hoje gosto de dormir) e por causa disso tinha a pele toda enrogada, como quando estamos tempo demais na água.
Passado cerca de quatro horas do meu nascimento, a enfermeira de turno chegou ao pé de mim, que estava deitada numa cama ao lado da minha mãe e disse: "esta vai ser fresca", nessa tarde (nasci às três da manhã) os meus vizinhos todos vieram visitar a menina e assim que a minha vizinha A. me viu disse para a minha mãe "esta vai ser melhor do que a encomenda", a esta altura a minha mãe já pensava na possibilidade de me deixar lá e trazer outra criança mais sossegada...

Devo dizer que antes do meu nascimento já o meu irmão, três anos mais velho tinha feito um acordo com a minha vizinha do 3º Esquerdo que tinha a mesma idade do que ele e que era até a altura filha única.
O acordo era simples, se a minha mãe tivesse um menino ficava para ele, para poder jogar à bola, berlinde, etc e tal e se fosse uma menina ele dava-me a essa vizinha. Como nasci menina o meu irmão andou, segundo a minha mãe, cerca de quatro meses à espera que a minha pilinha aparecesse, período em que não me largava e não deixava ninguém chegar muito perto.
Tenho várias fotografias que podem mostrar isso.

Quando cheguei da maternidade a minha vizinha A. (sim, a mesma) deu-me logo champanhe, que era um costume lá da terra dela.

Os meses foram passando e eu fui crescendo e aprendendo umas coisas. Na altura as mães ainda ficavam em casa todo o dia enquanto os pais trabalhavam, por isso tive a sorte de ser criada em casa juntinho da minha mãe e do meu irmão.
Comecei a andar muito cedo porque aquilo de andar de gatas não era para mim e por isso com sete meses a minha mãe deu comigo confortavelmente sentada em cima da mesa da sala (até hoje ainda está para saber como é que eu consegui subir para lá sozinha, que o meu irmão não estava em casa) com esta idade dormia a sesta numa cama de grades de onde conseguia sair assim que a minha mãe lá me colocava, e quando ela chegava à cozinha eu chegava logo atrás.

A minha prima nasceu cinco meses depois de mim e quando a família se deslocou à santa terrinha para o baptizada dessa minha prima, o meu avô teve de ir fazer uma porta à pressa para que aqui a je não se atirasse pelas escadas a baixo, é que eu com sete meses já não parava quieta e já não precisava de ninguém para me levar onde quer que fosse.

As minhas aventuras continuam, mas como o post já vai longo deixo o resto para amanhã, pode ser?

Ok! Amanhã conto o resto.
publicado por alguém às 10:16
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quarta-feira, 9 de Novembro de 2005

Enviaram-me

hoje para o mail várias fotografias de várias personalidades, mas daqui a 37 anos.

Para não variar, não consigo colocar aqui nenhuma das lindas imagem, claro que estou a contar que o meu amorzinho fofo e gostoso me possa fazer isso amanhã.

Não percam as cenas do próximo episódio...
publicado por alguém às 18:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 8 de Novembro de 2005

Depois de

ter passado por alguns dos blogs que visito diariamente, como este e este. E depois de ter ido a um outro site ver quanto vale o meu blog, decidi retirar-me lá para dentro.

Agradeço que não incomodem, vou chorar...
publicado por alguém às 16:56
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito