.Música

.A visitar

.Arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.mais sobre mim

Sábado, 30 de Junho de 2007

Aurora Boreal

"Tenho quarenta janelas

nas paredes do meu quarto.

Sem vidros nem bambinelas

posso ver através delas

o mundo em que me reparto.

Por uma entra a luz do Sol,

por outra a luz do luar,

por outra a luz das estrelas

que andam no céu a rolar.

Por esta entra a Via Láctea

como um vapor de algodão,

por aquela a luz dos homens,

pela outra a escuridão.

Pela maior entra o espanto,

pela menor a certeza,

pela da frente a beleza,

que inunda de canto a canto.

Pela quadrada entra a esperança

de quatro lados iguais,

quartro arestas, quatro vértices,

quatro pontos cardeais.

Pela redonda entra o sonho,

que as vigias são redondas,

e o sonho afaga e embala

à semelhança das ondas.

Por além entra a tristeza,

por aquela entra a saudade,

e o desejo, e a humildade,

e o silêncio, e a surpresa,

e o amor dos homens, e o tédio,

e o medo, e a melancolia,

e essa fome sem remédio

a que se chama poesia,

e a inocência, e a bondade,

e a dor própria, e a dor alheia,

e a paixão que se incendeia,

e a viuvez, e a piedade,

e o grande pássaro branco,

e o grande pássaro negro

que se olham obliquamente,

arrepiados de medo,

todos os risos e choros,

todas as fomes e sedes,

tudo alonga a sua sombra

nas minhas quatro paredes.

 

Oh janelas do meu quarto,

quem vos pudesse rasgar!

Com tanta janela aberta

falta-me a luz e o ar."

publicado por alguém às 10:23
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Junho de 2007

Logo ao final da tarde

publicado por alguém às 12:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Junho de 2007

Dás-me um beijo?

publicado por alguém às 11:54
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Junho de 2007

Mais um fds que passou a correr

   Parece mentira como um fim-de-semana pode passar tão rápido e deixar tantas saudades quando acabou à tão pouco tempo. A única explicação que tenho para isso é a certeza de que quando se está com pessoas que adoramos tudo parece passar a correr.

   Começou logo na sexta-feira com um jantar tardio em casa de umas amigas. Aqui, fiquei a saber que é possível fazer salada de tomate, cortar couve-roxa, meter água na máquina, fazer cafés, por a mesa, tirar pratos de estantes altas, ir à casa de banho, sempre com a mão no bolso de outra pessoa eheheheheheh. Depois do jantar conhecemos Lisboa e umas quantas tuas que até agora metade ainda não sabemos uto bem onde ficam mas adorámos aquela volta rsr, depois do carro estacionado, lá fomos até à praça do comércio. Estava cheia, pessoas bem dispostas, caras bonitas e simpáticas, tudo maravilhoso. Por voltas das duas da manhã dicidimos ir até ao Maria Lisboa, (a subida da rua dos correeiros foi fantástica, incluindo as paragens obrigatórias )

   O ambiente no Maria estava espectacular e foi dançar até às cinco da manhã. Não conhecia o espaço mas ficamos fãns, da próxima vez vamos outra vez, sim? Sim!

   No domingo foi pegar das coisas e fazer um piquenique no parque de Monsanto (a salada russa estava muito boa, pena as ervilhas, que foram largamente compessadas pela tarte de requeijão) espaço que merecia mais diculgação, principalmente aquele cantinho das actividades radicais, onde se passou uma tarde bastante animada. Depois foi tempo de dizer até logo, até à próxima, até daqui a 15 dias.

Adorei.Adorei. Adorei.

 

 

publicado por alguém às 14:08
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

As fotos

publicado por alguém às 11:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|